Lei sobre uso de sacolas plásticas no Rio completa dois anos

Lei sobre uso de sacolas plásticas no Rio completa dois anos

A lei que estabeleceu novas regras de substituição das sacolas plásticas tradicionais pelas retornáveis em supermercados de todo o estado do Rio de Janeiro completa dois anos neste sábado (26). Desde 2019, a restrição levou a uma mudança de hábito dos consumidores que, aos poucos, vêm abolindo as sacolinhas que tanto fazem mal ao meio ambiente.

Uma pesquisa realizada pela ASSERJ, Associação de Supermercados do Estado, com 510 consumidores, entre os dias 18 e 21 de junho, revela que 70% das pessoas ouvidas não utilizam mais a sacola plástica para embalar as compras.

Impulsionado pelo bom resultado, o presidente da entidade, Fábio Queiróz, aproveita para anunciar mais uma iniciativa: a Semana de Incentivo à Redução do Consumo da Sacola Plástica.

A mudança, que foi gradual, logo ganhou adeptos. No caso da recepcionista Ariana Pinheiro, que já estava acostumada a levar as próprias sacolas na hora de ir às compras, a adaptação à nova rotina foi bem tranquila.

Já o casal Johathan Araujo e Amanda Brandão até tentou se adaptar à nova lei, mas eles contam que sentiram falta da praticidade das sacolas de mercado no dia a dia.

O Rio de Janeiro foi o primeiro estado do país a banir a distribuição de sacolas plásticas. O não cumprimento de qualquer uma das regras impostas na lei de Política Estadual de Educação Ambiental pode resultar em multa de até R$ 34 mil.

Segundo a ASSERJ, os supermercados do Rio deixaram de distribuir 4,3 bilhões de sacolas plásticas nos últimos dois anos. Esse valor equivale a 58% de sacolas plásticas a menos no meio ambiente.

catufm

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *