Auditoria do CGU revela que governo paga R$ 45 mi a aposentados e pensionistas mortos

Auditoria do CGU revela que governo paga R$ 45 mi a aposentados e pensionistas mortos

Um auditoria feita pela Controladoria Geral da União (CGU) aponta que o Governo Federal paga aposentadorias e pensões a 504 servidores públicos registrados como mortos no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). O montante de pagamentos apontados como indevidos, ao se considerar a remuneração bruta dos servidores aposentados e pensionistas identificados nessa situação, equivale a cerca de R$ 45,4 milhões. Dezenas deles estão há mais de dois anos recebendo o benefício, mesmo após o óbito.

Os dados foram levantados em um relatório do CGU, ao qual o portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, teve acesso. Ainda conforme a publicação, foram identificados, ainda, 771 casos de servidores aposentados ou pensionistas mortos em que houve a suspensão do pagamento indevido, mas o governo federal ainda não recuperou os valores pagos. Nesse caso, o dano ao erário chega a R$ 40,6 milhões.

Há também pagamentos a 145 servidores públicos que morreram há mais de dois anos. O benefício deveria ser suspenso após a não comprovação de vida.

A Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, pasta responsável pelos pagamentos indevidos, foi procurada, mas não houve resposta.bnt

catufm

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *